Barcelona, 7 dias na cidade modernista

Gaudí e o modernismo de Barcelona colocaram esta cidade na minha lista de planos há já algum tempo. A visita aconteceu agora, durante 7 dias (+1 de viagem) dedicados a uma cidade que não desiludiu.

 

Barcelona é a segunda cidade mais populosa de Espanha e a capital da região autónoma da Catalunha. Conhecida pelas suas obras modernistas, muitas delas da autoria de Antoni Gaudí ou Lluis Domènech i Montaner, é também um dos principais centros culturais e económicos do país vizinho e da Europa.

 

Dicas
Entradas em Museus e Monumentos

Se o objectivo da visita a Barcelona for, tal como o meu, conseguirem conhecer a maioria dos pontos de interesse da cidade, o melhor é tentarem comprar todos os bilhetes online. O mais provável é, lá e no próprio dia, encontrarem todas as entradas já esgotadas ou a preços mais caros do que aqueles que conseguem nos sites oficiais se comprarem com antecedência. Eu não o fiz antes de partir e acabei a reservá-los online já em Barcelona, graças à internet do B&B Hotel Barcelona Viladecans, mas nem sempre consegui os melhores preços ou o tipo de visita que pretendia.

Por isso, assim que tiverem a certeza de quantos dias vão ficar pela cidade, iniciem a organização das visitas. Muitos dos monumentos em Barcelona pertencem a entidades privadas, o que faz com que tenham preços de entrada relativamente elevados, por isso, vão agradecer conseguir bilhetes ligeiramente mais em conta!

 

Transportes

Para se movimentarem na cidade existem bilhetes que permitem viajar em praticamente todos os transportes públicos por vários dias, sendo que os há a incluir entradas ou desconto para algumas das atracções da cidade. Não façam como eu, que me enganei e acabei a comprar apenas o que dava acesso aos transportes! 😅

 

Carteiristas

Outro tema importante são os carteiristas! MUITA ATENÇÃO! A minha recepção de boas-vindas foi feita por um grupo de 3 ou 4 mafiosos a tentar roubar-me a mala na entrada para o comboio (e novamente à saída!). A técnica é simples: fingem estar a ajudar-nos a puxar as malas para dentro da carruagem do comboio/metro e, malas lá dentro e vocês ainda cá fora com o bracinho esticado a segurá-la, fecham a porta da carruagem de modo a que a larguemos e fiquemos em terra… sem as malas! Além de nunca ter largado a mala, valeu a atenção e ajuda dos restantes locais que, ao aperceberem-se, se revoltaram de imediato contra o grupo e os afugentaram (ou fugiam ou eram linchados ali)!

 


O que visitar? – 1º dia

O primeiro dia é parcialmente utilizado em viagens até chegar a Barcelona e depois até chegar ao B&B para fazer o check-in. No entanto, da parte da tarde, é tempo de começar a primeira visita mais superficial de Barcelona.

 

Praça de Espanha e Arenas de Barcelona

A primeira paragem é numa das principais praças de Barcelona, a Praça de Espanha, onde encontramos o Centro Comercial Arenas de Barcelona. Calma, não comecei pelas compras!

 

Com a proibição das corridas de touros na região da Catalunha as praças de touros ficaram sem utilização prática e o Arenas de Barcelona é o resultado da sua reutilização. Este centro comercial localiza-se naquilo que em tempos foi uma praça de touros e, do topo, tem uma incrível vista sobre a Praça de Espanha. Para subirem até ao último andar do Arenas podem fazê-lo pelo interior do shopping ou subir por um elevador panorâmico exterior.

 

Bairro Gótico

O Bairro Gótico de Barcelona é a zona mais encantadora e medieval da cidade. Aqui encontramos espectaculares monumentos como a Catedral de Barcelona, mercados de velharias onde tudo se vende ou um sem número de bares e restaurantes onde podemos fazer uma pausa e desfrutar de momentos de conversa à mesa!

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Nádia Costa (@ideviajarmulher) a

 

Las Ramblas

As Ramblas, localizadas numa zona nobre da cidade, ligam-nos a uma das suas principais praças, a Praça da Catalunya, e são o local onde acabamos a passar quase todos os dias, mesmo que não queiramos! São conhecidas pelas pedras com flores, típicas da calçada catalã.

 

 

O que visitar? – 2º dia
Parque Temático Tibidabo + Templo Sagrado Coração

O segundo dia foi dedicado, da parte da manhã, à visita de um dos locais mais afastados do centro da cidade de Barcelona, a conhecida montanha mágica da Serra da Collserola, localizada 500 metros acima do nível do mar e onde temos uma vista panorâmica espectacular sobre Barcelona.

 

Aqui encontram o Parque de Diversões Tibidabo, um dos mais antigos da Europa, e onde aconselho uma volta no Talaia, a diversão que nos permite ir ainda mais alto e ter uma ainda mais magnífica vista panorâmica sobre a cidade.

 

Mesmo ao lado têm o imponente Templo do Sagrado Coração, em estilo neo gótico e datado do início do Século XX.

 

Para conseguir ir até ao Tibidabo é necessário chegar ao ascensor que nos transporta até lá… no entanto, seria preciso que este não estivesse fechado para obras! Assim tive que recorrer ao Táxi, o que não foi fácil, e pagar uma corrida de cerca de 14€…

Preparem-se para pelo menos 2 horas de diversão e espanto com a vista.

 

Mercado de la Boquería

A parte da tarde iniciou-se por uma visita àquele que é um dos principais mercados de Barcelona, o Mercado de S. Josep ou La Boqueria, como também é conhecido. Aqui, mesmo que não pretendamos comprar nada, vale a pena entrar para observar a enorme quantidade e variedade de legumes, frutas, marisco, peixe, chocolates, bebidas… de perder a cabeça. É um bom local para comer!

 

Parque de la Ciutadella e Arco do Triunfo

Depois de comer, nada melhor do que um passeio pelo Parque de la Ciutadella, junto ao Parlamento da Catalunha e ao Arco do Triunfo.

 

El Born – CCM | Centro de Cultura e Memória

Depois do passeio pelo Parque de la Ciutadella, e já em direcção ao B&B, apareceu pelo caminho algo que não estava de todo nos planos, mas que foi uma agradável surpresa: o El Born Centre de Cultura i Memòria. O edifício, que em tempos foi o mercado de Born, após escavações de reabilitação que revelaram espaços arqueológicos únicos que podem agora ser vistos parcialmente de forma gratuita, foi transformado num centro cultural.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Nádia Costa (@ideviajarmulher) a

 

 

O que visitar? – 3º dia
Museu Nacional de Arte da Catalunha

O Museu Nacional de Arte da Catalunha é parte da paisagem da Praça de Espanha e localiza-se já no Parc de Montjuïc. A enorme colecção de arte deste museu permite-nos uma viagem de cerca de 2 horas pela História da Arte.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Nádia Costa (@ideviajarmulher) a

 

Catedral de Barcelona

A Catedral de Barcelona, localizada no Bairro Gótico, é um belíssimo exemplo de arquitectura gótica do Século XIV. No coro desta catedral encontra-se o brasão de D. Manuel I de Portugal, cavaleiro da Ordem de Toison d’Or. A visita da catedral, com subida ao telhado incluída, demora cerca de 1 hora.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Nádia Costa (@ideviajarmulher) a

 

Museu de la Xocolata

Bom, sem dúvida que a parte mais gira do Museu de la Xocolata é o facto do bilhete de entrada ser uma barra de chocolate! Tirando isso, a visita não chega a durar 1 hora, tendo em conta a dimensão e a relevância de conteúdo, que se baseia a uma exposição de esculturas de chocolate e sistemas multimédia que não funciona(ra)m…

 

 

O que visitar? – 4º dia
Palau Güell

O quarto dia em Barcelona iniciou o circuito de visitas pelas obras arquitectónicas modernistas da cidade. A primeira delas foi o incrível e luxuoso Palau Güell, projecto que marcou a parceria e a amizade entre Eusebi Güell e o arquitecto Antoni Gaudí, amizade e colaboração essas que viriam a concretizar algumas das obras mais reconhecidas da cidade de Barcelona. A visita desta, Património Mundial da UNESCO desde 1984, rondou sensivelmente 1 hora com fascínio total.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Nádia Costa (@ideviajarmulher) a

 

Palau de la Música Catalana

Da parte da tarde o circuito modernista continuou durante cerca de 1 hora de visita guiada pelo Palau de la Música Catalana, datado do início do Século XX e da autoria do arquitecto Lluís Domènech i Montaner. O edifício, cujas salas de espectáculos recebem cerca de 600 concertos por ano, está situado numa das zonas mais populares de Barcelona e é Património Mundial da UNESCO desde 1997.

 

 

O que visitar? – 5º dia
Basílica de la Sagrada Família

A primeira vez que tentei visitar a Basílica da Sagrada Família, ao 2º dia em Barcelona, já estavam esgotados todos os bilhetes. Foi aqui que despertei para a necessidade de comprar tudo online e, ainda assim, apenas consegui bilhetes com audioguia!

 

Por alguma razão esta é das atracções monumentais mais conhecidas e reconhecidas de Barcelona. Se quando vista por fora ainda podemos reter algumas dúvidas do seu esplendor, quando entramos na basílica essas dúvidas dissipam-se por completo e ficamos simplesmente com a certeza de que estamos num local impressionante, a que nenhuma imagem consegue fazer jus. São cerca de 2 horas de esplendor com esta obra coberta de símbolos construída pelo Homem e da autoria de Antoni Gaudí.

 

Park Güell

Aquando do seu início de construção em 1900, esta nova colaboração entre Antoni Gaudí e Eucebi Güell pretendia ser uma urbanização para as famílias endinheiradas da Barcelona da época. No entanto, dificuldades de aquisição, de construção e de venda definiram a interrupção do projecto do Park Güell que, mais tarde e já nas mãos da Autarquia de Barcelona, foi transformado em parque público, sendo hoje uma das principais zonas de laser da cidade.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Nádia Costa (@ideviajarmulher) a

 

 

O que visitar? – 6º dia
La Pedrera – Casa Milá

A Casa Milá, também conhecida por La Pedrera por se assemelhar a uma pedreira, foi a última obra particular executada por Gaudí antes de se dedicar por completo ao projecto da Basílica da Sagrada Família. Apesar do escândalo gerado aquando da construção, pois foi uma obra que não agradou visualmente ao barcelonenses, é hoje um dos principais locais de interesse de Barcelona! A sua visita dura sensivelmente 1 hora (se a visitarem toda e não se perderem… como eu…! 😅)

 

Casa Batlló

À semelhança da Casa Milá, também esta obra de Gaudí se situa numa das principais e mais nobres avenidas de Barcelona, o Paseo de Gracia. Esta casa pertencia à família Batlló, que encarregou Antoni Gaudí da sua reforma – não sem polémica, à semelhança da casa anterior. Contudo, a Casa Batlló é hoje um dos locais mais visitados de Barcelona.

 

Casa Amatller

Literalmente colada à casa Batlló encontramos a Casa Amatller. Mais um exemplo da arquitectura modernista existente em Barcelona, esta casa, que herdou o apelido do seu proprietário, pertenceu a um industrial do chocolate e é hoje uma das fachadas mais admiradas de Barcelona. Não visitei o interior da casa, mas não perdi a oportunidade de comprar alguns dos maravilhosos chocolates Amatller que vendem na catita loja no rés do chão!

 

 

O que visitar? – 7º dia
Hospital de la Santa Creu i Sant Pau

Para o 7º e último dia de visitas por Barcelona ficou reservada 1 hora para o também último ponto modernista, o Hospital de San Pau, da autoria de Lluís Domènech i Montaner. Esta obra de Art Nouveau foi construída entre os anos 1902 e 1930 e foi casa do hospital entre os anos 1916 e 2009, tornando-se Património Mundial da UNESCO em 1997. Foi sem dúvida fantástico conhecer um hospital com edifícios tão requintados e com vista para a Basílica da Sagrada Família!

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Nádia Costa (@ideviajarmulher) a

 

Montjuïc e Castell de Montjuïc

Para a despedida de Barcelona, Montjuïc foi a escolha. É aqui que se encontram o Parque Olímpico que recebeu as olimpíadas em 1992, assim como o Castell de Montjuïc, do Século XVIII e ao qual optei por fazer uma visita. Quer do belíssimo parque, quer do castelo é possível ter uma vista panorâmica espectacular sobre Barcelona. Para chegar até ao cume podem utilizar o teleférico (não incluído no bilhete de transportes) ou ir a pé, aproveitando a natureza e a vista.

 

 

Ao 8º dia

O oitavo dia foi o dia de regresso a casa, contudo, não sem antes temer um atraso ou adiamento do voo. No dia anterior (14 de outubro de 2019) iniciaram-se novamente manifestações dos grupos pró independência da Catalunha, despoletados pela condenação dos políticos envolvidos na declaração de independência em 2017. Estas manifestações levaram milhares de pessoas até ao aeroporto nessa noite, resultando no cancelamento de centenas de voos e fecho de estações de metro. No dia seguinte, contudo, tudo foi mais pacífico e o regresso a casa ocorreu sem incidentes além de um pequeno atraso do voo.

Este tipo de constrangimentos fazem parte das viagens e devem ser encarados com alguma naturalidade e sem stress desnecessário.

A questão da independência é um tema sensível na Catalunha e que deve, por isso, ser compreendido e respeitado.

Ver esta publicação no Instagram

Uma publicação partilhada por Nádia Costa (@ideviajarmulher) a

‘Bora passear nas Ramblas? 😎

 


Quanto?

Viagem TAP (Lisboa – Barcelona – Lisboa): 97,32€

B&B Hotel Barcelona Viladecans (7 noites): 207€

Hola Barcelona Travel Cards: 52,60€

Arenas de Barcelona – Elevador Panorâmico 360º: 1€

Parque Temático Tibidabo (Talaia): 2€

Museu Nacional de Arte da Catalunha: 12€

Catedral de Barcelona: 7€

Museu de la Xocolata: 6€

Palau Güell: 12€

Palau da Musica Catalã: 20€

Basílica de la Sagrada Familia: 25€

Park Güell: 10€

La Pedrera – Casa Milá: 22€

Casa Batlló: 25€

Hospital de la Santa Creu i Sant Pau: 15€

Castell de Montjuïc: 5€

 

SE FORES VIAJAR
Aproveita os descontos abaixo quando estiveres a organizar a tua viagem:

 

Cartão Revolut: Regista-te com esta ligação e recebe um Cartão Revolut gratuito e aproveita, entre outras vantagens, as incríveis taxas de câmbio no estrangeiro.

 

Seguros de Viagem IATI: Faz o teu seguro de viagem na IATIIati seguros através do blogue e aproveita os 5% de desconto nos diferentes seguros especializados para viajantes.

 

Deixe um comentário

Close
%d bloggers like this: