Vila de Ançã, para lá da Pedra e dos Bolos

Sair das grandes cidades e partir à descoberta dos meios mais pequenos e periféricos que as rodeiam pode trazer-nos agradáveis e inesperadas surpresas. Foi isso que me aconteceu quando decidi explorar melhor o município de Cantanhede, onde há anos morei durante um curto período de tempo, enquanto fazia um estágio curricular.

 
 
Naquela altura passava várias vezes de autocarro pela vila de Ançã a caminho da cidade de Cantanhede, mas nunca a havia explorado. No meu imaginário a vila reduzia-se à rua por onde o autocarro ia fazendo as suas paragens…! Contudo, bateu a curiosidade e, passados todos estes anos, voltei para finalmente a descobrir!

Ançã, embora vila desde o século XIV, vive ao ritmo de uma aldeia, onde as pessoas conversam com os vizinhos à janela ou sentadas à porta de casa; onde ainda se diz “Bom dia” a quem quer que por ali passe; onde os cães ainda dão o alerta sobre gente estranha; onde a simpatia e a disponibilidade nunca são de mais.

É uma vila pequena e arrumadinha, onde são possíveis os percursos pedestres, os mergulhos em piscinas de águas ribeirinhas, as visitas a templos religiosos ou a simples deambulação pelas ruas, apenas fruindo.

Apesar de todas estas qualidades, o nome da vila é normalmente reconhecido devido à pedra calcária que abunda na região e que serve de matéria prima à arte escultórica tem séculos: a Pedra de Ançã; ou ao bolo seco, saboroso e típico com o mesmo nome!

Mas Ançã é mais do que pedra e bolo.

 

Praça do Pelourinho e Paço do Marquês de Cascais

Comecemos a visita pela Praça do Pelourinho, onde encontramos (como o nome indica) o Pelourinho de Ançã e o Paço do Marquês de Cascais, o antigo palácio do Marquês homónimo, bastante importante no desenvolvimento da vila. É aqui que está, também, o posto de informação turística e do qual irão necessitar caso pretendam visitar alguns dos pontos de interesse da vila (para visitar o Museu Etnográfico e o Moinho da Fonte terão que requerê-lo aqui).

 

Jardim Terreiro do Paço e Igreja Matriz

A passagem sob os arcos do antigo palácio levam-nos a entrar no jardim do Terreiro do Paço onde encontramos a Igreja Matriz dedicada à Nossa Senhora do Ó e cujo altar-mor, em Pedra de Ançã, data do século XVIII.

 

Continuando caminho pelas estreitas estradas alinhadas pelo casario uniforme é comum sermos surpreendidos e fazermos desvios ao percurso e informações dadas no turismo, mas ainda bem que assim é!

Contudo, não tarda esbarraremos com aquele que é, muito possivelmente, o ex-libris da vila…

 

Fonte, Ribeira e Piscina de Ançã

O ponto alto da visita a Ançã é certamente a visão da Fonte dos Castros (ou Fonte de Ançã) onde a água brota fria e límpida, escorrendo depois pelos percursos construídos ali em volta e que alimentam o Moinho da Fonte e os Tanques onde mulheres lavam e coram roupa, fazendo lembrar tempos idos, mas que aqui ainda perduram. A água da nascente junta-se depois às águas da Ribeira de Ançã que hão de encher a piscina natural, fazendo daquele um local único e lindíssimo.

O local é tão agradável que, possivelmente, vão querer ficar por aqui algum tempo até se sentirem assoberbados pelo branco dos edifícios e a pela água cristalina.

Mas falta ainda uma última relíquia…

 

Casa de Jaime Cortesão

Considerado um dos grandes intelectuais portugueses do século XX, Jaime Cortesão nasceu em Ançã em 1884 e a sua casa ainda hoje aqui permanece, embora só seja visitável do exterior.

 

Os Bolos

Naturalmente não poderia sair de Ançã sem um dos seus maravilhosos bolos! No caso o conhecido Bolo de Ançã estava esgotado, mas há outro: o Bolo de Cornos (sim, de Cornos!), igualmente bom e que não perdi a oportunidade de trazer!

 


Que mais ver nas redondezas

A vila de Ançã fica a meio caminho das cidades de Coimbra e de Cantanhede, que podem ser óptimas opções de visita.

Porém, se preferirem um passeio pela praia podem optar pela praia fluvial de Olhos de Fervença, a cerca de 23 Km, ou pela praia da Tocha, a cerca de 43 Km.

 

SE FORES VIAJAR
Aproveita os descontos abaixo quando estiveres a organizar a tua viagem:

 

Cartão Revolut: Regista-te com esta ligação e recebe um Cartão Revolut gratuito e aproveita, entre outras vantagens, as incríveis taxas de câmbio no estrangeiro.

 

Seguros de Viagem IATI: Faz o teu seguro de viagem na IATIIati seguros através do blogue e aproveita os 5% de desconto nos diferentes seguros especializados para viajantes.

 

2 thoughts on “Vila de Ançã, para lá da Pedra e dos Bolos

  1. Ançã linda vila medieval,preenchida de pessoas hospitaleiras,digo por causa própria,pois pertenço ao maravilhoso Grupo Tipico de Ançã.

Deixe um comentário

Close
%d bloggers like this: