Ó Porto, Oporto

Adoro o Porto e parece-me que não vou saber explicar a razão. Quando se gosta, gosta, mesmo sem uma razão aparente. Talvez caia naquele cliché de dizer: “são as pessoas”, mas só porque é um preconceito com fundo de verdade. Ir ao Porto e não me sentir em casa é difícil, tal é a genuína simpatia com que nos recebem, mesmo sem nunca nos terem visto. Essa foi, mais uma vez, a experiência que tive na cidade do Porto.

 

Quem tem acompanhado o blogue sabe que há uns dias passei um fim de semana no norte do país. O primeiro dia desse fim de semana foi passado no Porto, onde aproveitei para visitar ou revisitar alguns dos locais mais carismáticos da cidade e que apresentarei em género “TOP 5” mais abaixo.

Para pernoitar no fim de semana escolhi um alojamento local, mesmo no centro da cidade e bem perto da conhecida Torre dos Clérigos, a Casa de Hóspedes 2U Oporto Urban Stays. Bem localizado, este alojamento tem um sistema de check-in não presencial, já relativamente comum, onde todas as informações necessárias nos são transmitidas através de mensagem e/ou email. Tendo já outras experiências com o mesmo sistema, fiquei bem impressionada quando chegou a hora de colocar algumas questões, sendo que me foram sempre respondidas prontamente e de forma bastante clara e prestável. Com todos os cómodos necessários para a passagem de 1 noite (WC privativo, produtos de higiene, toalhas, ventoinha…), o quarto de decoração moderna no penúltimo andar possuía ainda uma vista sobre o casario e a Sé do Porto.

Alojamento tratado, que comece a descoberta da cidade!

O que não falta no Porto são locais que podem e devem ser visitados. O que apresento abaixo é apenas um TOP 5 dos locais que consegui visitar num dia de intenso calor e onde os litros de água bebidos pareciam não chegar para melhorar a situação!

 

1 – Estação Ferroviária de São Bento

Quem chega ao centro do Porto de comboio, como foi o meu caso, tem à sua espera uma estação ferroviária incrível. A Estação de São Bento, construída no início do século XX, possui uma das entradas/saídas mais bonitas que já vi em estações ferroviárias. Coberta no interior por painéis de azulejos da autoria do pintor Jorge Colaço, é paragem obrigatória logo à chegada de qualquer turista, como é possível verificar pelo trânsito de pessoas a tentar tirar fotografias aos painéis – não consegui deixar de ser uma delas, obviamente!

 

2- Torre dos Clérigos

Saindo da Estação de São Bento, passando pela Praça da Liberdade e começando a subir a Rua dos Clérigos, é possível encontrarmos logo um dos principais ex-líbris da cidade do Porto, a Torre dos Clérigos. Aqui têm oportunidade de subir os 225 degraus até ao cimo da torre do século XVIII e vislumbrar uma magnífica vista sobre o casario da cidade. Não sei se é o local que mais aconselho a quem sofrer de vertigens…!

 

3 – Livraria Lello

Mesmo ao lado da Torre dos Clérigos encontramos a livraria que, segundo consta, poderá ter inspirado alguns dos cenários de Harry Potter; falo da impressionante Livraria Lello. Aqui preparem-se para as filas e não se assustem! Embora a livraria seja logo visível pela enorme fila que se estende à porta, a forma de funcionamento das entradas também permite que esta se vá dissipando rapidamente. A entrada na livraria não é feita como numa livraria comum, sendo necessário comprar, num edifício mais acima, um voucher que dá acesso à entrada. Esse voucher pode depois ser descontado numa compra dentro da loja. Vale a pena pela espectacularidade do interior!

 

4 – A Brasileira

Um dos locais que não se podem perder no Porto é o café histórico Majestic. No entanto, a fila para conseguir uma mesa neste lugar é tão grande como a que nos dá acesso à Livraria Lello. Como não estava disposta a esperar pelo meu lanche numa fila, segui rua abaixo e encontrei a recém reaberta cafetaria A Brasileira; com um interior Art Nouveau que lhe aumenta o clima romântico já proporcionado pelas lindas ruas da cidade e um atendimento extremamente simpático e prestável, esta cafetaria transformou-se num local bastante agradável para passar o fim de tarde e para tomar o pequeno-almoço na manhã seguinte.

 

5 – Ponte D. Luís I

Depois de um dia a percorrer as ruas da cidade, nada como passar pela Sé do Porto e, continuando, aproveitar para atravessar, a pé e ao pôr-do-sol, a ponte D. Luís I até à cidade vizinha de Vila Nova de Gaia. Não aconselhável para quem é sensível a alturas, a ponte D. Luís I proporciona uma vista espectacular sobre a zona da ribeira e onde se podem tirar belíssimas fotos para memória futura.

 

O Porto é, sem dúvida, uma das cidades mais carismáticas de Portugal, tanto pelo seu leque monumental, que pode e deve ser descoberto a cada virar de esquina, como pelas suas gentes que não nos deixam ficar indiferentes.

Continuo a gostar do Porto e o porquê não sei! <3

 


Quanto?

Casa de Hóspedes 2U Oporto Urban Stays (1 noite) 32,50€/pessoa + 2€/pessoa de taxa turística

Livraria Lello Voucher 5€/pessoa

Torre + Museu dos Clérigos 5€/pessoa

Lanche n’ A Brasileira 3,50€/pessoa

 

SE FORES VIAJAR
Aproveita os descontos abaixo quando estiveres a organizar a tua viagem:

 

Cartão Revolut: Regista-te com esta ligação e recebe um Cartão Revolut gratuito e aproveita, entre outras vantagens, as incríveis taxas de câmbio no estrangeiro.

 

Seguros de Viagem IATI: Faz o teu seguro de viagem na IATIIati seguros através do blogue e aproveita os 5% de desconto nos diferentes seguros especializados para viajantes.

 

Deixe um comentário

Close
%d bloggers like this: