Pelo Roteiro do Arista, no bom ar de Penacova

Domingo, o dia perfeito para passear em família! E onde ir? Por que não rumar até aos bons ares de Penacova e fazer o Roteiro do Arista? E assim foi!

 

Partimos em direcção a Penacova logo pela manhã. Sabíamos que o roteiro teria alguns quilómetros pela frente e que os queríamos fazer com alguma calma, de modo a usufruir de cada um dos 8 locais que dele fazem parte (um por cada letra da palavra que compõe o nome da vila). Começámos pelo Mosteiro de Lorvão, por ser o que se encontrava mais perto, e seguimos a partir daí.

 

Mosteiro de Lorvão

Já tinha visitado o mosteiro anteriormente, mas nunca é demais voltar a este grandioso monumento cujas fundações remontam ao século VI, fazendo dele um dos mais antigos mosteiros da Europa, e onde nasceu o célebre documento Apócalípse de Lorvão.

Com a extinção das ordens religiosas este mosteiro acabou por ser abandonado durante a primeira metade do século XX, sendo depois recuperado pela Direcção Geral de Edifícios e Monumentos Nacionais e ocupado até 2012 por uma unidade hospitalar, o Hospital Psiquiátrico de Lorvão.

Desta vez apenas visitei a Igreja, mas pagando uma entrada simbólica é possível visitar todo o mosteiro através de visita guiada (consultem aqui).

 

Moinhos de Gavinhos

Também não foi a minha primeira vez nos Moinhos de Gavinhos, dos quais até já vos falei aqui! Mas a vista daquele local é tão fantástica que é fácil querer lá voltar.
Penacova tem alguns dos mais importantes conjuntos molinológicos do país, sendo os Moinhos de Gavinhos apenas um dos 5 conjuntos que podem visitar na região e o único que faz parte do Roteiro do Arista – uma sugestão para viagem futura é que regressem a Penacova para fazerem um percurso pelos 5 conjuntos molinológicos que se dividem entre Atalhadas, Aveleira e Roxo, Gavinhos, Paradela de Lorvão e Portela da Oliveira.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Nádia Costa (@ideviajarmulher) a

 

Fornos de Cal de Casal de Santo Amaro

Saímos de Gavinhos em direcção aos Fornos de Cal que se fazem notar com facilidade quando passamos na estrada, já em Casal de Santo Amaro. Aqui o mais difícil foi encontrar local para estacionar, mas nada que a berma da estrada não tenha resolvido, responsavelmente, durante uns minutos.

Embora os fornos de cal estejam distribuídos por alguns locais do concelho de Penacova, é o conjunto de 10 fornos do lugar de Casal de Santo Amaro que se encontra melhor conservado. Esta industria ter-se-á iniciado na região com a construção do Forno do Pisão, próximo de Lorvão, e que teria como objectivo ajudar nas necessidades do mosteiro.

 

Penedo do Castro

Depois dos fornos aproximámo-nos mais do centro de Penacova e não estávamos preparados para a vista do local que se seguiu, o Penedo do Castro! Este penedo quartzítico deixa-nos ver Penacova e mais além! Deste local com nome de escritor é possível ver o rio Mondego a cortar a serra, mirado pela vila de Penacova. É uma visão única.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Nádia Costa (@ideviajarmulher) a

 

Mirante Emydgio  da Silva / Miradouro de Penacova

Já que falamos em vistas deslumbrantes, há que descer do Penedo do Castro até ao centro da vila para passear, conhecer e chegar ao Mirante Emydgio da Silva no limite da escarpa. Este miradouro, construído a propósito de um plano turístico propagandista do início do século XX, oferece uma romântica vista sobre o rio Mondego e, ao longe, a sua livraria.

 

Ver esta publicação no Instagram

 

Uma publicação partilhada por Nádia Costa (@ideviajarmulher) a

 

Praia Fluvial do Reconquinho

Há um percurso pedestre que liga o centro da vila à margem oposta da Praia Fluvial do Reconquinho e daí, através de uma ponte de madeira sobre o rio, ao areal da praia. Fizémo-lo e, para baixo, tudo bem, é a descer. O pior foi quando tivemos que voltar, a subir! 😅 Porém, quem preferir pode chegar à praia de carro com bastante facilidade.

Esta praia fluvial é a que se encontra mais perto da vila, mesmo no seu sopé, e a partir de onde é actualmente possível passear numa réplica das antigas Barcas Serranas do Mondego.

Além da barca é também bastante provável que encontrem grupos de canoas a descer o rio, uma actividade bastante comum nesta zona e que, por experiência própria, aconselho vivamente.

 

Livraria do Mondego

Depois de uma paragem tardia para o almoço demos um saltinho até à livraria mais rígida do país para a ver de perto. Com o rio Mondego aos pés, é possível chegar próximo deste penedo quartzíticos através da mítica N2 e observá-lo na sua imponência.

Em miúda, quando viaja pelo IP3, sabia sempre que estava perto de Coimbra quando passava por esta enorme formação rochosa que se assemelha a livros numa estante e que acaba a dar o nome a este monumento natural.

 

Praia Fluvial do Vimieiro

Depois da Livraria do Mondego, já a tarde ia longa, rumámos até ao último ponto do percurso, a Praia Fluvial do Vimieiro, onde aproveitámos para relaxar na esplanada do bar da praia.

Banhada pelas águas do rio Alva, esta praia é um lindíssimo local no meio da natureza bucólica onde não faltam as noras ou as carismáticas casas de xisto.

 


O que é o Roteiro do Arista

O Roteiro do Arista é um percurso turístico idealizado pelo Município de Penacova a partir do qual é possível visitar 8 locais – um por cada letra do nome da vila – de interesse monumental arquitectónico e paisagístico, relevantes no concelho.

O nome, esse, vem de outros tempos, de uma altura em que Penacova era visitada por quem procurava os bons ares e vistas da vila para se restabelecer, ficando esses habitantes sazonais conhecidos por “Aristas”.

Atrevo-me a dizer que ao longo do percurso todos nós nos vamos tornando “Aristas”, porque a vontade de permanecer naquelas paisagens durante tempo indefinido é muita.

 

A Aplicação Móvel que ajuda na visita

Para ajudar no percurso foi desenvolvida uma aplicação móvel (iOS e Android) onde podem ir consultando informações sobre os locais a visitar e carimbando uma espécie de passaporte digital. No final ganham um painel digital que certifica que fizeram o Roteiro. Uma aplicação gaming que vale pelo divertimento que vamos tendo ao longo do percurso.

 

Onde comer

Em quase todos os pontos de visita é possível encontrar locais que possibilitam a realização de piqueniques (Moinhos de Gavinhos, Fornos de Cal de Casal de Santo Amaro, Praias Fluviais do Reconquinho e do Vimieiro). No centro de Penacova, em Lorvão e nas Praias Fluviais existem espaços de restauração onde também podem comprar refeições.

Se quiserem provar a doçaria da região, da qual fazem parte as Nevadas de Penacova ou os Pastéis de Lorvão, entre outras especialidades que aconselho vivamente, existe em frente ao Mosteiro de Lorvão um espaço óptimo para o fazerem, a Pastelaria Mosteiro (desculpem não haver fotos, mas atacámos os doces antes de me lembrar de registar aqueles prazeres da gula)!

 

SE FORES VIAJAR
Aproveita os descontos abaixo quando estiveres a organizar a tua viagem:

 

Cartão Revolut: Regista-te com esta ligação e recebe um Cartão Revolut gratuito e aproveita, entre outras vantagens, as incríveis taxas de câmbio no estrangeiro.

 

Seguros de Viagem IATI: Faz o teu seguro de viagem na IATIIati seguros através do blogue e aproveita os 5% de desconto nos diferentes seguros especializados para viajantes.

 

Deixe um comentário

Close
%d bloggers like this: