Road Trip pelo sul de Inglaterra, em 6 dias

Em 2012, eu e 2 colegas, decidimos fazer uma espécie de road trip por alguns locais do sul de Inglaterra e aproveitar para experienciar alguns acontecimentos únicos no ano. Mas… estão a ver a Lei de Murphy, “Qualquer coisa que possa correr mal, correrá mal, no pior momento possível”? Pois, parece que nalguns momentos a lei foi corroborada!

 

Era o ano dos Jogos Olímpicos de verão em Londres e decorria o Europeu de Futebol organizado pela Polónia e pela Ucrânia (no qual a seleção Portuguesa chegaria às meias finais!) quando aterrámos no aeroporto de Stansted, em Londres.

Objectivo? Durante os 6 dias que permaneceríamos na ilha, iríamos passear por Londres; visitar os recentes estúdios da Warner Bros (ou Harry Potter), em Watford; conhecer a residência da rainha em Windsor; passar a noite do solstício de verão em Stonehenge; e dar um saltinho a Bath. Objetivo cumprido? Hmmm… digamos que nim! Mas viagem sem percalços não é viagem que se queira, não é? Eheheh!

 

Mas comecemos pelo inicio! Tínhamos tudo devidamente organizado: bilhetes de avião comprados; estadia reservada em Londres, mesmo junto a King’s Cross e onde regressaríamos diariamente; bilhetes adquiridos para algumas das atrações, como o Museu Madame Tussauds ou os Warner Bros Studio Tour, e aluguer de carro já realizado. O que poderia correr mal, hum?

 

Dia 1
Londres

O voo da Ryanair saiu cedo do aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, em direção a Stansted, em Londres, de modo que nos foi possível ter ainda um dia bastante produtivo na capital inglesa. Os bilhetes para o autocarro que nos levaria entre o aeroporto e o centro de Londres haviam já sido comprados no aeroporto português, de modo que foi chegar, recolher as malas e zarpar em direção ao hotel Howard Winchester. Aqui chegadas e depois de nos estabelecermos não havia tempo a perder, era altura de rumarmos à descoberta.

 

Estações de St. Pancras e de King’s Cross

Primeiras paragens e onde haveríamos de passar imensas vezes durante os dias que se seguiram: as estações de King’s Cross e St. Pancras.

Estas estações formam um importante centro ferroviário da cidade, sendo a Estação de St. Pancras a estação terminal do Eurostar (que para quem não estiver familiarizado, é o comboio de alta velocidade que faz a ligação entre França e Inglaterra, atravessando o Eurotúnel).

As fotos da praxe na Plataforma 9 3/4 também não puderam faltar, claro!

 

Museu Madame Tussauds

Sem perder tempo houve toda uma caminhada até ao Museu Madame Tussauds, uns quilómetros mais à frente, mas não sem antes parar para fotografar as tradicionais cabines telefónicas ou a entrada da British Library; dar um salto a um dos mercados de rua que se vão encontrando; ou registar mais um ou outro folclore pelo qual vamos passando!

O Museu Madame Tussauds é o mais famoso museu do mundo no que às de estátuas de cera de celebridades diz respeito. Quando lá dentro, devo dizer que algumas enganam, mas outras nem por isso! Porém, valerá a pena referir que não só de estátuas se faz o museu. Aqui é possível ter outras experiências, como cinema 4D ou atrações mais semelhantes a parque de diversões (na minha modesta opinião, muito mais interessantes que as estátuas em si).

 

Bairro de Notting Hill

Claro que a famosa comédia do final dos anos 90 com Julia Roberts e Hugh Grant tinha que nos trazer até aqui: Notting Hill foi o destino que se seguiu. O famoso bairro londrino, onde as coloridas casas de estilo vitoriano guardam uma variedade de lojas e restaurantes da moda que lhe dão favorável reputação, foi o local escolhido para terminar o dia.

 

Dia 2
Watford (Warner Bros. Studio Tour London) e Windsor

Neste segundo dia iríamos fazer-nos a primeira vez à estrada. Acordar cedo, levantar o carro no rent-a-car e ter a constante sensação de conduzir em contra mão até Watford e depois Windsor. Portanto, primeiro desafio: conduzir pela esquerda! Já era difícil para atravessar as passadeiras, agora imaginem toda uma condução e colocação de mudanças… felizmente não tive que ser eu a sofrer (só tive que rezar, no banco de trás)!

 

Warner Bros. Studio Tour London – The Making of Harry Potter

Abertos há pouco mais de 2 meses, os estúdios eram a atração do momento! Fã como eu, claro que não poderia perder a oportunidade de os visitar.

Embora tenham Londres no nome, os Warner Bros. Studio Tour situam-se numa cidade mais pequena nos arredores da capital inglesa chamada Watford. Para fãs e não fãs da saga aconselho a visita aos estúdios (que estão hoje muito mais completos), quanto mais não seja para uma melhor compreensão do que é fazer cinema em grande escala, como já vos falei num outro post aqui no blogue.

 

 

Windsor

Visitados que estavam os estúdios, fizemo-nos novamente à estrada (eu dediquei-me às rezas novamente) em direção a Windsor.

Windsor é uma pequena cidade a poucos quilómetros de Londres e onde se encontra o Castelo de Windsor, umas das residências oficiais da familia real britânica. É um local agradável para passear, para beber o chá das 5 num dos pubs ou para apanhar multas de estacionamento caso não reparem, como nós, que o local onde deixam o carro é a pagar! E este foi só o primeiro percalço da viagem!

 

Dia 3
Londres

 

Camden Town

O terceiro dia foi passado em Londres, onde começamos por Camden Town, talvez uma das zonas mais alternativas de Londres. É essencialmente reconhecida pelas fachadas singulares das suas lojas, que se tornam super atrativas para os turistas. Porém, acho que começámos o dia demasiado cedo, porque encontrámos tudo fechado, ainda!

 

Palácio de Buckingham e a Troca da Guarda

Não havia tempo para esperar a abertura do mercado de Camden Town. Queríamos ver a Troca da Guarda no Palácio de Buckingham e não havia tempo a perder!

Esta carismática substituição dos soldados responsáveis pela guarda do Palácio de Buckingham é feita ao som de música e marcha, durante quase 1 hora, e realiza-se entre os meses de maio e julho por volta das 11:30 da manhã.

 

St. James’s Park e Hyde Park

Depois de horas de pé a ver a guarda a desfilar, nada como aproveitar a calmaria dos parques nas imediações do Palácio antes de seguir passeio até ao centro da cidade!

 

Piccadily Circus, China Town e as lojas da moda

Depois de um merecido descanso pelos parques acabámos a passear até à, chamemos-lhe, baixa de Londres. Piccadily Circus e os seus enormes ecrãs led são o centro da atração. Mas havia mais nas redondezas; havia a China Town e a M&M Store, onde acabamos a perder a cabeça em compras!

 

Por ali ficámos para jantar num quiosque de venda de pizzas que, numa conversa quase surreal, viemos a descobrir ser de um português que, dias mais tarde, nos arranjaria forma de entrarmos num bar para vermos o jogo que opunha Portugal à República Checa!!

 

Dia 4
Londres

 

London Bridge, Millennium Bridge e Tower Bridge

Este foi mais um dia para aproveitar em Londres e mais pareceu que fizemos a rota das pontes! Acho que atravessámos as 3 cujos nomes são mais reconhecidos! Contudo, será a Tower Bridge aquela que ninguém deve querer perder a oportunidade de atravessar e ver de perto, pois é considerado um dos melhores edifícios do Reino Unido.

 

Shakespeare’s Globe

Continuando caminho, embora com algumas paragens para comer, chegámos ao Shakespeare’s Globe. O Shakespeare’s Globe é um teatro reconstruído recentemente que procura reproduzir arquitectónica e artisticamente o teatro edificado pela rainha Elizabeth e para o qual William Shakespeare produzia as suas peças teatrais.

Não foi permitido tirar fotografias no interior, mas devo dizer que vale bastante a pena a visita, principalmente se forem amantes das artes do espetáculo.

 

Abbey Road Studios

Depois do Shakspeare’s Globe decidimos continuar a atravessar, mas desta vez uma das passadeiras mais famosas do mundo! A passadeira atravessada pelos Beatles na capa do album Abbey Road. E foi aqui a primeira e única vez que os Beatles me falharam!

Atravessámos meia cidade, já durante a tarde, para chegarmos a Abbey Road, onde se encontram os conhecidos Abbey Road Studios e a famosa passadeira… o problema foi esquecermos-nos das horas naquela que seria a noite do solstício de verão e onde havia um carro à espera de ser levantado no rent-a-car…

 

Pois é, não chegámos a tempo de levantar o carro no rent-a-car antes de este fechar. Acabámos a ficar em Londres na noite que havíamos programado passar em Stonehenge e que, na verdade, foi o que nos fez viajar para Inglaterra nestas datas!

(Ainda tentámos a viagem de comboio, mas iria demorar e ficar caro… desistimos da ideia.)

 

Dia 5
Stonehenge e Bath

 

Stonehenge

Tentando não desanimar mais do que já estávamos da noite anterior, lá conseguimos seguir de manhã até Stonehenge. Porém, lá chegadas, como a confusão daquela noite é enorme, já não nos deixaram aproximar do monumento pré-histórico… Estava tudo a correr bem, ou não!

 

Bath

Não podendo usufruir de Stonehenge, decidimos rumar até Bath… mas até aqui a coisa foi difícil! Além de ter começado a chover torrencialmente, uma das companheiras de viagem reparara que havia comprado o bilhete do Eurostar de regresso a Paris (onde morava) para aquele mesmo dia à tarde!

Bom, resumindo, ainda chegámos a Bath, demos meia dúzia de passos e regressámos a Londres! Fantástico, ham?

 

Dia 6
Londres e Regresso a Portugal

Sem dúvida que parte da viagem não estava a correr como previsto, mas ainda assim não desistimos! O voo de regresso a Portugal seria só da parte da tarde e, por isso, ainda nos sobrava tempo para umas últimas visitas por Londres.

 

Westminster Abbey

Começámos pela Abadia de Westminster que, apesar das enormes filas para entrar, vale sem dúvida uma visita. Esta abadia, além de local de eleição para os casamentos reais e as coroações de novos reis, é também um dos edifícios góticos mais importantes de Inglaterra.

 

Palácio de Westminster e Big Ben

Depois da visita à Abadia, e porque estava mesmo ali ao lado, decidimo-nos por uma visita ao Palácio de Westminster, onde se encontra o parlamento britânico e edifício do qual faz parte a conhecida torre do Big Ben. Mas, adivinhem? Estava fechado naquele dia!

 

Escusado será dizer que aqui desistimos. Fomos para o hotel, arrumamos as malas e seguimos em direção ao aeroporto de volta a casa!

Conclusão desta viagem a Inglaterra: I have to go back there again no matter what! 😅

 

SE FORES VIAJAR
Aproveita os descontos abaixo quando estiveres a organizar a tua viagem:

 

Cartão Revolut: Regista-te com esta ligação e recebe um Cartão Revolut gratuito e aproveita, entre outras vantagens, as incríveis taxas de câmbio no estrangeiro.

 

Seguros de Viagem IATI: Faz o teu seguro de viagem na IATIIati seguros através do blogue e aproveita os 5% de desconto nos diferentes seguros especializados para viajantes.

 

Deixe um comentário

Close
%d bloggers like this: